Professora Nádia Dini: Saiba mais sobre a atuação dela!

professora Nádia Dini

COMPARTILHE!

“Ter sempre em mente outros aspectos que não somente a língua”, diz a professora Nádia Dini

Nossa entrevistada da semana é a professora, Nádia Dini. Em 2002, formou-se em Letras pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas). No ano de 2008, pela Ludwig-Maximilians-Universität München, obteve seu  mestrado em Filologia Românica. Além destas formações, possui graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais (2015) e uma pós-graduação lato sensu em Educação Infantil e Alfabetização (2015). 

Atualmente, é professora no currículo bilíngue português-alemão do Colégio Visconde de Porto e está cursando a pós-graduação lato sensu em Educação Bilíngue. Confira abaixo o pingue-pongue que fizemos com a profissional!

Pergunta: Conte um pouco sobre a sua trajetória profissional. Como e quando você entrou em contato com a sua formação?

 R: “Sempre me imaginei professora e, aos 14 anos, entrei no curso profissionalizante de Magistério. Cheguei a trabalhar no Ensino Fundamental enquanto cursava a faculdade de Letras, mas com 21 anos fui morar na Alemanha.

Lá, entre outras coisas, atuei como professora de Educação Infantil e tive crianças de 12 nacionalidades diferentes em uma única sala. Além disso, dava aulas de português para filhos de brasileiros que moravam em Munique. Tudo isso me fez refletir muito sobre aprender novas línguas e ter contato com outras culturas, ainda mais durante a infância.

Ao voltar ao Brasil, comecei a dar aulas na Educação Infantil com currículo bilíngue português-alemão, área na qual estou há 9 anos.”

Pergunta: Qual a sua relação com a língua alemã? 

R: “Bom, eu tinha uma amiga que falava alemão e me incentivou a aprender a língua. Ao acabar a faculdade, fui para a Alemanha, onde morei por 8 anos. Fui Au Pair e tenho contato com minha família alemã até hoje! Fiz mestrado em Literatura Comparada, atuei em instituições que promoviam a língua e a cultura brasileira em Munique e trabalhei em escola de Educação Infantil.”

CONTINUAR LENDO

Especiais

entrevistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *