Metodologias ágeis e híbridas? Saiba mais sobre o assunto!


COMPARTILHE!

Atualmente, o mercado de gestão de projetos é um dos que mais crescem no Brasil. Estudos do PMI (Project Management Institute) apontam que cerca de 13 milhões de novos postos no setor serão criados até o ano de 2020. Levando em consideração este cenário, os profissionais interessados em ingressar na área ou que já trabalham com gerenciamento de projetos, precisam estar atualizados nos principais métodos aplicados para gerir essas demandas – as metodologias ágeis e híbridas.

Quais são as metodologias ágeis e hídridas?

Metodologia tradicional

A metodologia tradicional trabalha com mais enfoque e uma maior hierarquização das etapas. É uma tática que opera por meios de modelo de cascata, nos quais as etapas são mais rígidas e programadas.

O seu planejamento não admite mudanças no seu percurso, por isso, as demandas são fracionadas de acordo com a especialização de cada profissional, ficando cada um responsável por uma parte do projeto.

Para realizar alterações no modelo tradicional, é necessário mensurar com a equipe todo esse novo trabalho, descobrir quais serão os gastos com essas novas modificações, estimar uma nova data para entrega, enviar o pedido de mudança para aprovação, re-organizar seu cronograma, custo, escopo e garantir que mais nenhuma alteração será pedida. Estima-se duas ou quatro semanas para que as novas features comecem a ser trabalhadas.

Modelo Cascata ou Waterfall  

É um sistema sobre ser mais rígido no começo e durante todo o processo. É essencial seguir um planejamento sequencial de tudo o que deve ser entregue, e de fato, entregar tudo o que foi planejado.

CONTINUAR LENDO

Especialidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Bitnami banner
Bitnami